fbpx

Sac ou Price: entenda as diferenças e veja qual é a melhor para você!

Adquirir um imóvel no Brasil é um desejo bastante comum, mas que pode ser dificultado pela grande valorização que esse segmento ganhou com o passar do tempo. Diante dessa realidade, para muitas pessoas, o financiamento pode ser a melhor alternativa e, por isso mesmo, saber escolher entre SAC ou Price é fundamental.

Essas duas modalidades de pagamento estão entre as mais utilizadas pelos bancos e instituições financeiras, mas apresentam características, vantagens e desvantagens bastante diferentes e peculiares. Confira o conteúdo que preparamos a seguir e fique mais preparado para fazer a melhor escolha!

SAC

Com as boas perspectivas para a economia do país para o futuro próximo, muitas pessoas pensam em adquirir uma casa ou apartamento. Sendo assim, conhecer o Sistema de Amortização Constante, também chamado de SAC, é muito importante, uma vez que esse é o modelo mais comum de financiamento do Brasil.

Quem opta por essa modalidade deve saber que o valor das prestações é decrescente, ou seja, a cada parcela quitada você paga menos. Os pagamentos são correspondentes à amortização do total mais os juros aplicados sobre o saldo devedor, sendo uma escolha vantajosa em médio e longo prazos.

SAC na prática

Trazendo para a prática, quem financiar R$ 100 mil por 120 meses, por exemplo, pagaria R$ 2 mil na primeira prestação, sendo que R$ 833 seriam da amortização e R$ 1.167 seriam de juros. Na parcela seguinte, a amortização fica igual (por isso o nome Sistema de Amortização Constante), mas os juros pagos seriam de apenas R$ 1.150.

casas e apartamentos luxo a venda em sjcPowered by Rock Convert

O SAC pode ser a melhor opção para quem está com mais dinheiro nas mãos no momento, visto que o grosso do pagamento fica no início. Esse modelo também é uma forma de proteger o poder de compra, o que é interessante para ter mais tranquilidade, em caso de alguma eventualidade no futuro.

Tabela Price

A Tabela Price era mais usada para o financiamento de veículos, mas também tem o seu espaço no mercado de imóveis. A sua característica principal é que as prestações são fixas, ou seja, não variam muito de valor até o fim do pagamento. Com o passar do tempo, os juros caem, mas a amortização sobe, o que dá um resultado similar.

Essa acaba sendo uma boa escolha para quem não tem muito dinheiro no momento, mas possui certa garantia de estabilidade, sabendo que poderá arcar com aquele mesmo preço de prestação depois de alguns anos. O lado negativo é que, dependendo da inflação, você pode perder algum poder de compra.

Tabela Price na prática

Na prática, isso quer dizer que, ao financiar R$ 100 mil por 120 meses, por exemplo, as parcelas mensais seriam de cerca de R$ 1.552. Na primeira prestação, esse montante seria composto de cerca R$ 1.160 de juros e R$ 392 da dívida propriamente dita. Depois, os juros diminuirão, mas você pagará mais da dívida, mantendo o total.

Após ler este conteúdo, você pode analisar as suas possibilidades e escolher entre SAC ou Price, de acordo com os seus rendimentos e as suas perspectivas em curto, médio e longo prazos!

Gostou de aprender a escolher entre SAC ou Price? Então compartilhe livremente este conteúdo em suas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Receba as melhores dicas de São José dos Campos e região!

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos gratuitamente por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.